Kawasaki Ninja ZX-6R: Monstra das ruas e das pistas!

Fonte: Moto Adventure

FOTOS: GUSTAVO EPIFÂNIO

No dia 19 de março, fomos convidados pela Kawasaki para conhecer o seu novo modelo, que seria lançado no mercado brasileiro. A expectativa era grande e as “apostas” em alguns nomes surgiam a todo momento. Fim do mistério: fomos apresentados à Ninja ZX-6R, uma motocicleta muito divertida de se pilotar! Este era o propósito da Kawasaki ao trazer a Ninja ZX-6R de volta ao Brasil. Esta categoria das médias cilindradas esportivas estava sem representante há algum tempo por aqui e a Ninja ZX-6R traz o melhor dos dois mundos em uma moto só: pistas e uso urbano.

O design segue a linha da H2, assim como toda a família Ninja, um estilo agressivo, que remete à esportividade dos modelos. A iluminação é full LED e o painel LCD mostra alguns dados a mais que a versão anterior: indicador de marcha, nível de combustível, condução econômica e autonomia restante.

O pacote eletrônico foi atualizado e agora conta com o KQS – Kawasaki QuickShifter –, atualização que vem de série nas ZX-6R. O QuickShifter é muito interessante de se utilizar, principalmente nas pistas. Com ele, as trocas de marcha para cima são feitas sem utilizar a embreagem, muito menos tirar a mão do acelerador. Basta fazer o movimento de troca de marcha que o sistema automaticamente corta a ignição momentaneamente e, no mesmo instante, faz a troca de marcha. Este sistema faz muita diferença na pilotagem esportiva, na qual segundos valem ouro (vale lembrar que o QuickShifter só entra em ação acima dos 2.500 rpm).

TECNOLOGIA MASTER

A Ninja ZX-6R conta com três modos de controle de tração, chamados de KTRC – Kawasaki Traction Control –, dois modos de potência e sistema de freios nomeado de KIBS – Kawasaki Intelligent Anti-Lock Brake System. O KIBS é um ABS inteligente, como a própria Kawasaki diz, e faz a leitura de diversos sensores para ter o melhor parâmetro de frenagem. Antes da pinça atuar no disco, o sistema faz a leitura da diferença da rotação entre as duas rodas, rotação do motor, ECU e até mesmo monitora a pressão na pinça do freio, para usar uma desaceleração mais rápida, suave e precisa. O funcionamento dos freios é muito eficiente!

A Ninja ZX-6R é equipada com um motor de quatro cilindros em linha – tetracilíndrico – DOHC, de 636 cm³, que rende 130 cv a 13.500 rpm e torque máximo de 7.2 kgf.m a 11.000 rpm. O motor é incrivelmente forte, vibra muito pouco e gosta mesmo é de trabalhar em altas rotações. Para adaptar-se ao Promot 4, o motor perdeu 1 cv em comparação à versão anterior.

A relação foi alterada, o pinhão passou de 16 dentes para 15, propiciando mais torque em baixas rotações. A motocicleta vem equipada com embreagem assistida deslizante, que tem o acionamento leve e reduz os trancos em desacelerações mais fortes. A ZX-6R recebeu o que há de mais moderno nas suspensões. O conjunto dianteiro é assinado pela Showa, o sistema é multiregulável e conta com ajustes de compressão (velocidade com que a suspensão comprime), retorno (velocidade com que a suspensão retorna à posição original) e regulagem da pré-carga da mola. Todas as regulagens são simples de serem feitas.

CONCLUSÃO

A Ninja ZX-6R é muito fácil de conduzir: as respostas são rápidas, o chassi é rígido o bastante para manter a estabilidade em altas velocidades e, ao mesmo tempo, garante maneabilidade para encarar curvas fechadas. A posição de pilotagem é esportiva, mas garante certo conforto para a condução no dia a dia, seja para um bate e volta no fim de semana ou deslocamentos maiores.

 

#VempraKawaOne 


Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: